O termo commodity – ‘commoditie’ é um aportuguesamento – é um termo de origem inglesa e se refere a bens ou produtos e é comumente utilizado para apontar o conjuntos de bens primários negociados em bolsas de valores por todo o mundo. Em termos econômicos, é um dos conceitos mais frequentemente utilizado quando refere-se à dinâmica de preços de produtos. A commodities e matérias-primas diferem no fato de que este último termo refere-se a qualquer bem primário sem que se empregue nenhum rigor econômico. Quando a matéria prima é convertida, economicamente, em commoditie, ou produto,, ela passará a ter, então, um preço unitário fixado, e este preço, geralmente é definido a partir do que e praticado em alguma grande bolsa de valores internacional. Por exemplo, na frase: “o preço da arroba do boi teve alta considerável nos últimos meses e está comprometendo todo o mercado nacional “. Nesse caso, a “arroba de boi” é a commoditie derivada da matéria prima carne de gado.

Assim, sempre que se fala em soja, ouro, petróleo ou qualquer produto que tem valor fixado, há a referência a algum exemplo de commodities. Torna-se desnecessário, assim, empreender esforço para entender qual o grau exato de importância das commodities na a dinâmica econômica nacional e internacional. Uma vez que o preço delas é determinante na formação dos preços daqueles produtos que se originam de suas respectivas matérias-primas, atuando sobre as dinâmicas de importação e exportação e lançando sombra sobre os variados níveis do mercado. Por exemplo, se o preço da cana-de-açúcar sobre no mercado internacional, podemos inferir que o lucro desta commoditie será maior, isso faz com que os produtores deem maior prioridade a este produto e, e optem pela negociação no mercado internacional. Em decorrência disto, todos seus derivados (etanol e açúcar) também têm preço majorado mercado nacional e isso se reflete em toda cadeia de subprodutos (transporte e alimentos). No definição da Divisão Internacional do Trabalho, certos países tornam-se demasiadamente dependentes de commodities para a exportação, principalmente aqueles países periféricos com baixo nível de industrialização. Alguns, apesar de serem menos dependentes, por vezes se veem muito afetados pela flutuação de seus preços, isso inclui o Brasil. Já alguns dos países com maior índice de desenvolvimento importam commodities, tanto para a convertê-las em mercadorias quanto para consumo direto. No Brasil as principais commodities são a café, a cana-de-açúcar, a soja, o minério de ferro, o cacau, a carne bovina, o alumínio e outras mais. Mundialmente falando, a principal commoditie é o petróleo, matéria-prima estratégica e fundamental para o desenvolvimento da maioria dos países.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *